Ambiente

ambiente2

 

Hoje em dia há uma grande sensibilização para as questões ambientais, para as mudanças climáticas, para a conservação de áreas naturais e paisagísticas. Essa sensibilidade está incorporada numa modificação do comportamento dos consumidores, levando à procura de produtos que respeitem o meio ambiente.

Neste sentido, Portugal e Espanha têm desenvolvido um enquadramento de planeamento e de programação ambiental abrangente, que corresponde em grande medida aos requisitos da União Europeia.

É bem conhecida na sociedade moderna a importância de todos os problemas associados com a criação de resíduos. Assim, os conceitos como a recuperação e reciclagem de resíduos estão cada vez mais a tornar-se uma realidade na Península Ibérica.

As atividades de reciclagem são importantes uma vez que através desta os resíduos são novamente transformados em produtos, materiais ou substâncias reutilizáveis. Assim, a reciclagem é a melhor opção para objetos cuja vida útil terminou, criando benefícios adicionais significativos em termos de redução do consumo de recursos (matérias-primas, energia, impactos sobre o meio ambiente). O sector da reciclagem divide-se essencialmente nos subsetores da reciclagem de metais, da reciclagem de lixo industrial (para a produção de combustíveis CDR) e da reciclagem de biomassa (para a produção de energia).

Quanto a Portugal, no ano de 2007, no subsector da reciclagem de metais, este atingiu uma produção de 196,4 milhões de euros, apresentando um total de 163 empresas, criando 1134 postos de trabalho, correspondendo a um VAB de 63,2 milhões de euros.

Já no âmbito da indústria espanhola o sector da reciclagem de metais é relativamente residual, embora a sua importância esteja a aumentar nos últimos anos. No mesmo ano, a Espanha, era o sexto maior país da UE na atividade de reciclagem de metais, representando um volume de negócios de 0,25%, gerando uma produção de 1.547,2 milhões de euros, um VAB de 249 milhões de euros. Totalizava na Espanha, 86 empresas nesta área, criando emprego para 3.485 pessoas, o que representa 0,13% do emprego industrial total no mesmo ano.

Os combustíveis CDR têm características variáveis conforme os resíduos que os constituem e do tratamento a que estes estão sujeitos. Os resíduos constituintes são essencialmente plásticos (31%), têxteis (14%), papel e cartão (13%), madeira (12%) e outros (30%). Em Portugal e Espanha, as linhas de reciclagem de CDR ainda estão em desenvolvimento. Na Península Ibérica o principal destino dos combustíveis CDR são atualmente os fabricantes de cimento, que o utilizam como um substituto principal do coque.

A biomassa tem um papel muito importante como combustível alternativo aos combustíveis não renováveis e caracteriza-se como sendo um dos maiores recursos endógenos que a Península Ibérica dispõe. Esta área do sector do ambiente está diretamente relacionada com o sector florestal, mais propriamente com a área da produção de energia elétrica através da recolha de biomassa. Estes tipos de resíduos são transformados nomeadamente na forma de briquetes ou granulados (“pelletes”), criando assim produtos com um elevado poder calorífico, com aplicações para a combustão, valorizando-se assim energeticamente através da queima em caldeira ou outras estruturas de aquecimento. A produção de eletricidade a partir do potencial da biomassa é conseguida principalmente através de unidades termoelétricas que utilizam a biomassa florestal. Também é esperado um contributo significativo da energia fotovoltaica para a consecução dos objetivos de Portugal e Espanha em matéria de energias renováveis. 

Historicamente, Portugal e Espanha têm sido altamente dependentes das importações de petróleo e carvão importam cerca de 81% e 80% da energia que consomem, respetivamente. Nos últimos anos diversificaram a sua oferta de energia através da transição para o gás natu­ral e de um maior desenvolvimento das energias renováveis.                                   

O sector da reciclagem é um campo extenso dentro da esfera ambiental em que se pretende reciclar uma grande variedade de resíduos com o intuito de os valorizar, quer pela reutilização direta, quer pela transformação em matéria-prima reutilizável na produção de outros bens.

 

 

LINHAS:

 


Guerra HSM-forest LakoForest quadco

logo pronar steinert logo westeria ottospaleckstiftun

Zona Industrial do Salgueiro Lote nº 14 . Apartado 166
3534-909 Mangualde - Portugal  
Tel. (+351) 232 619 860
Fax (+351) 232 619 869  
E-mail: info@gruman.com
                                             GPS

                                             Longitude: W 007º 47' 38''
                                             Latitude: N 040º 36' 06''
                   
 

    

                                   
       SIGA-NOS

 youtube          face               

                          

           

 

Top of Page